Filhos de famílias divorciadas: administrando a vida em duas casas

Revisado em 8 de fevereiro de 2021

Fechar

Artigo por e-mail

Preencha o formulário para enviar o artigo por e-mail ...

Os campos obrigatórios são indicados por um asterisco (*) adjacente à etiqueta.

Separe vários destinatários com uma vírgula

Fechar

Inscreva-se para receber boletins informativos

Preencha este formulário para se inscrever em boletins informativos ...

Os campos obrigatórios são indicados por um asterisco (*) adjacente à etiqueta.

 

Resumo

  • Ir e voltar entre duas casas pode ser estressante para as crianças.
  • Crianças e adolescentes se sentem melhor quando sabem o que esperar.
  • Quando os pais tomam medidas para serem consistentes, a transição será mais fácil para os filhos.

Um dos maiores desafios para os filhos de pais divorciados é viver em duas casas – a da mãe e a do pai. Eles têm que fazer as malas, planejar com antecedência o que precisam durante dias seguidos e depois lembrar de tudo quando partirem.

Embora ter duas casas possa ter suas vantagens, tudo isso pode ser estressante. Você pode reduzir esse estresse tomando medidas para fazer com que a transição entre as casas ocorra sem problemas.

Dicas para crianças

Essas ideias podem ajudar crianças mais velhas e adolescentes a mudar de marcha com mais facilidade:

  • Mantenha um calendário de atividades sociais e prazos de trabalhos escolares. Isso ajudará você a planejar o que levar na mala. Você pode usar duas cores no calendário – uma cor para os dias em que estiver na casa da sua mãe e outra cor para os dias em que estiver na casa do seu pai.
  • Compartilhe o calendário com ambos os pais. Mantê-los atualizados os ajudará a saber o que você deseja fazer.
  • Mantenha roupas extras em ambas as casas. Isso facilita a embalagem e ajuda caso você esqueça alguma coisa. Você pode querer manter outros itens, como seu xampu favorito ou modelador de cabelo em ambas as casas.
  • Peça aos seus pais um número de celular para que os amigos tenham um número de telefone para você em qualquer casa.
  • Diga a seus pais como você se sente. Se você sentir que está perdendo muitas coisas porque está alternando entre casas, informe-os.
  • Decore o seu espaço em ambas as casas. Você se sentirá mais confortável se torná-lo exclusivamente seu.

Dicas para os pais

Crianças e adolescentes se sentem melhor quando sabem o que esperar. Faça o que puder para ajudar com isso, mesmo que seu filho fique na casa de um dos pais apenas por um curto período de tempo. Aqui estão algumas ideias:

  • Mantenha as regras geralmente consistentes nas duas famílias. As regras não precisam ser exatamente as mesmas, mas será muito mais fácil para seu filho se você e seu ex mantiverem as mesmas questões importantes, como atividades proibidas, regras de dever de casa e toque de recolher.
  • Sempre deixe seu filho na casa do outro pai. Evita que um dos pais interrompa o tempo com o outro e é mais fácil para a criança.
  • Crie uma rotina especial para a chegada do seu filho. Saber o que esperar quando chegarem lá facilita a transição.
  • Dê ao seu filho o seu próprio espaço. Se seu filho não puder ter quarto próprio, providencie um espaço da casa que seja apenas para seus pertences. Uma gaveta de cômoda, uma caixa de brinquedos ou um armário servirão.
  • Mantenha a comunicação aberta com seu ex quando se trata de notas, necessidades de tutoria e expectativas de dever de casa.

Verifique frequentemente os sentimentos do seu filho. Observe quando eles estão tendo problemas para se ajustar. Esteja seu filho hospedado na casa da mãe ou do pai, ele deve saber que uma coisa permanece sempre igual: ele é amado. 

Por Melanie OメBrien

Resumo

  • Ir e voltar entre duas casas pode ser estressante para as crianças.
  • Crianças e adolescentes se sentem melhor quando sabem o que esperar.
  • Quando os pais tomam medidas para serem consistentes, a transição será mais fácil para os filhos.

Um dos maiores desafios para os filhos de pais divorciados é viver em duas casas – a da mãe e a do pai. Eles têm que fazer as malas, planejar com antecedência o que precisam durante dias seguidos e depois lembrar de tudo quando partirem.

Embora ter duas casas possa ter suas vantagens, tudo isso pode ser estressante. Você pode reduzir esse estresse tomando medidas para fazer com que a transição entre as casas ocorra sem problemas.

Dicas para crianças

Essas ideias podem ajudar crianças mais velhas e adolescentes a mudar de marcha com mais facilidade:

  • Mantenha um calendário de atividades sociais e prazos de trabalhos escolares. Isso ajudará você a planejar o que levar na mala. Você pode usar duas cores no calendário – uma cor para os dias em que estiver na casa da sua mãe e outra cor para os dias em que estiver na casa do seu pai.
  • Compartilhe o calendário com ambos os pais. Mantê-los atualizados os ajudará a saber o que você deseja fazer.
  • Mantenha roupas extras em ambas as casas. Isso facilita a embalagem e ajuda caso você esqueça alguma coisa. Você pode querer manter outros itens, como seu xampu favorito ou modelador de cabelo em ambas as casas.
  • Peça aos seus pais um número de celular para que os amigos tenham um número de telefone para você em qualquer casa.
  • Diga a seus pais como você se sente. Se você sentir que está perdendo muitas coisas porque está alternando entre casas, informe-os.
  • Decore o seu espaço em ambas as casas. Você se sentirá mais confortável se torná-lo exclusivamente seu.

Dicas para os pais

Crianças e adolescentes se sentem melhor quando sabem o que esperar. Faça o que puder para ajudar com isso, mesmo que seu filho fique na casa de um dos pais apenas por um curto período de tempo. Aqui estão algumas ideias:

  • Mantenha as regras geralmente consistentes nas duas famílias. As regras não precisam ser exatamente as mesmas, mas será muito mais fácil para seu filho se você e seu ex mantiverem as mesmas questões importantes, como atividades proibidas, regras de dever de casa e toque de recolher.
  • Sempre deixe seu filho na casa do outro pai. Evita que um dos pais interrompa o tempo com o outro e é mais fácil para a criança.
  • Crie uma rotina especial para a chegada do seu filho. Saber o que esperar quando chegarem lá facilita a transição.
  • Dê ao seu filho o seu próprio espaço. Se seu filho não puder ter quarto próprio, providencie um espaço da casa que seja apenas para seus pertences. Uma gaveta de cômoda, uma caixa de brinquedos ou um armário servirão.
  • Mantenha a comunicação aberta com seu ex quando se trata de notas, necessidades de tutoria e expectativas de dever de casa.

Verifique frequentemente os sentimentos do seu filho. Observe quando eles estão tendo problemas para se ajustar. Esteja seu filho hospedado na casa da mãe ou do pai, ele deve saber que uma coisa permanece sempre igual: ele é amado. 

Por Melanie OメBrien

Resumo

  • Ir e voltar entre duas casas pode ser estressante para as crianças.
  • Crianças e adolescentes se sentem melhor quando sabem o que esperar.
  • Quando os pais tomam medidas para serem consistentes, a transição será mais fácil para os filhos.

Um dos maiores desafios para os filhos de pais divorciados é viver em duas casas – a da mãe e a do pai. Eles têm que fazer as malas, planejar com antecedência o que precisam durante dias seguidos e depois lembrar de tudo quando partirem.

Embora ter duas casas possa ter suas vantagens, tudo isso pode ser estressante. Você pode reduzir esse estresse tomando medidas para fazer com que a transição entre as casas ocorra sem problemas.

Dicas para crianças

Essas ideias podem ajudar crianças mais velhas e adolescentes a mudar de marcha com mais facilidade:

  • Mantenha um calendário de atividades sociais e prazos de trabalhos escolares. Isso ajudará você a planejar o que levar na mala. Você pode usar duas cores no calendário – uma cor para os dias em que estiver na casa da sua mãe e outra cor para os dias em que estiver na casa do seu pai.
  • Compartilhe o calendário com ambos os pais. Mantê-los atualizados os ajudará a saber o que você deseja fazer.
  • Mantenha roupas extras em ambas as casas. Isso facilita a embalagem e ajuda caso você esqueça alguma coisa. Você pode querer manter outros itens, como seu xampu favorito ou modelador de cabelo em ambas as casas.
  • Peça aos seus pais um número de celular para que os amigos tenham um número de telefone para você em qualquer casa.
  • Diga a seus pais como você se sente. Se você sentir que está perdendo muitas coisas porque está alternando entre casas, informe-os.
  • Decore o seu espaço em ambas as casas. Você se sentirá mais confortável se torná-lo exclusivamente seu.

Dicas para os pais

Crianças e adolescentes se sentem melhor quando sabem o que esperar. Faça o que puder para ajudar com isso, mesmo que seu filho fique na casa de um dos pais apenas por um curto período de tempo. Aqui estão algumas ideias:

  • Mantenha as regras geralmente consistentes nas duas famílias. As regras não precisam ser exatamente as mesmas, mas será muito mais fácil para seu filho se você e seu ex mantiverem as mesmas questões importantes, como atividades proibidas, regras de dever de casa e toque de recolher.
  • Sempre deixe seu filho na casa do outro pai. Evita que um dos pais interrompa o tempo com o outro e é mais fácil para a criança.
  • Crie uma rotina especial para a chegada do seu filho. Saber o que esperar quando chegarem lá facilita a transição.
  • Dê ao seu filho o seu próprio espaço. Se seu filho não puder ter quarto próprio, providencie um espaço da casa que seja apenas para seus pertences. Uma gaveta de cômoda, uma caixa de brinquedos ou um armário servirão.
  • Mantenha a comunicação aberta com seu ex quando se trata de notas, necessidades de tutoria e expectativas de dever de casa.

Verifique frequentemente os sentimentos do seu filho. Observe quando eles estão tendo problemas para se ajustar. Esteja seu filho hospedado na casa da mãe ou do pai, ele deve saber que uma coisa permanece sempre igual: ele é amado. 

Por Melanie OメBrien

As informações fornecidas no Achieve Solutions site, incluindo, mas não se limitando a, artigos, avaliações e outras informações gerais, é apenas para fins informativos e não deve ser tratado como aconselhamento médico, de cuidados de saúde, psiquiátrico, psicológico ou de cuidados de saúde comportamental. Nada contido no Achieve Solutions O site deve ser usado para diagnóstico ou tratamento médico ou como um substituto para consulta com um profissional de saúde qualificado. Por favor, dirija perguntas sobre o funcionamento do Achieve Solutions site para Feedback da web. Se você tiver dúvidas sobre sua saúde, entre em contato com seu médico. ©Carelon Behavioral Health

 

Fechar

  • Ferramentas úteis

    Selecione uma ferramenta abaixo

© 2024 Beacon Health Options, Inc.